quarta-feira, 17/01/2018
Início / Maternidade / Você sabe o que é a Síndrome da Morte Súbita?

Você sabe o que é a Síndrome da Morte Súbita?

Olá pessoal!

Você sabe o que é a Síndrome da Morte Súbita?

Trata-se de um diagnóstico que os especialistas dão quando um bebê aparentemente saudável morre sem explicação. Quando nem os médicos nem a autópsia conseguem explicar a causa da morte, ela é classificada como morte súbita.

A morte súbita do bebê ocorre habitualmente em crianças com idade entre 1 mês e 1 ano de vida. O maior número dos casos é em bebês com menos de 6 meses de vida, especificamente entre 2 e 4 meses.

Apesar de não existir uma causa específica, alguns estudos feitos explicam que alterações a nível cerebral (tronco cerebral), nomeadamente um defeito no transporte de serotonina, em zonas que controlam as funções respiratórias, cardíacas, arteriais e térmicas podem causar o problema.

Alguns cuidados que devemos ter para evitar a Morte Súbita:

  • Ponha o bebê para dormir de barriga para cima;
  • Evite cobertas – prefira agasalhar o bebê melhor com camadas de roupas;
  • Use um colchão firme – o colchão deve ser firme, próprio para berço e com apenas um lençol por cima;
  • Pare de fumar durante a gravidez e não deixe que pessoas fumem perto do bebê;
  • Não agasalhe demais o bebê – estudos ligaram o excesso de agasalhos e o superaquecimento do bebê à morte súbita. Coloque a mão na barriga do bebê ou no pescoço dele para ver se ele está quentinho o suficiente;
  • Leve seu filho com frequência ao pediatra;
  • A amamentação comprovadamente reduz o número de infecções em bebês, e pode contribuir para diminuir o risco de morte súbita.

Se tiver dúvidas sobre o assunto converse com seu pediatra e siga a s medidas de segurança recomendadas por ele.

Espero ter ajudado de alguma forma.

Beijinhos   

E até a próxima…

Share Button

Leia Também

10 Situações com recém-nascidos que assustam os pais

Quando o bebê chega ao colo da mãe diversas dúvidas surgem, principalmente para os pais de “primeira viagem”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *