domingo, 15/07/2018
Início / Dicas de Mãe / Gravidez na Adolescência

Gravidez na Adolescência

A adolescência em si já é uma fase bem complicada e conturbada para se passar e de lidar, ainda mais quando os hormônios começam a borbulhar, e ninguém consegue segurar. Portanto todo cuidado, precaução e aconselhamento são bem-vindos para evitar uma indesejável gravidez na adolescência.

Apesar do que muitos pensam, os adolescentes dos dias atuais possuem, sim, conhecimento sobre a existência de métodos contraceptivos, o que acontece é que muitas não sabe prevenir-se de forma adequada, não compreendendo o funcionamento de cada método, utilizando-o de maneira errada ou, simplesmente, abandonando seu uso por questões pessoais.

Muitas mulheres afirmam não utilizar a camisinha por objeção do parceiro ou por terem um relacionamento estável com um único homem e, por isso, não veem a necessidade do uso de métodos anticoncepcionais. Além disso, muitos adolescentes acham que uma gestação nunca aconteceria com eles. Vocês devem estar se perguntando por que eu estou falando eles? O homem também tem um papel importante nessa prevenção, ao meu ver acho que cada um deve ser responsável pelo seu ato na hora do sexo. Não é porque a menina disse que toma o anticoncepcional, que o menino tem que fechar os olhos e entrar de cabeça. Há tá você usa anticoncepcional, tudo bem. Mas vamos usar a camisinha como reforço e prevenção de outras doenças.

O aconselhamento dos pais é primordial para essa fase, conversar sem medos e tabus pode ser a melhor forma de prevenir os jovens de acabarem antecipando suas vidas e tendo que encarar uma gravidez na adolescência. Vou deixar um link aqui na descrição de um vídeo que fiz sobre como falar com seu filho sobre sexo.

Quais problemas a gravidez na adolescência pode acarretar à mulher?

Muitas pessoas acreditam que o problema da gravidez na adolescência está exclusivamente no fato de muitas mães e pais nessa idade não apresentarem maturidade e renda suficiente para criar uma nova vida. Entretanto, o problema vai muito além disso, como:

  • Prematuridade do bebê
  • Bebê com baixo peso
  • Falta de ferro e anemia profunda
  • Morte pré-natal
  • Abortonatural
  • Pré-eclâmpsia e eclampsia
  • Pressão alta
  • Risco de ruptura do colo do útero
  • Depressão pós-parto

E ainda existe o risco e a dificuldade durante o parto, por se tratar de uma estrutura óssea infantil e ainda não desenvolvida completamente, pode impossibilitar a passagem do bebê no canal vaginal, tendo que apelar para uma cesárea de emergência.

Métodos contraceptivos

  •  Camisinha– deve ser colocado do lado correto com cuidado para não entrar ar e evitar que estoure ou fure. Deve ser retirada logo no final do ato sexual e descartada em lixo. A camisinha além de evitar uma gravidez indesejada, evita doenças sexualmente transmissíveis.
  • pílula anticoncepcional– existem vários tipos e marcas de anticoncepcionais no mercado, deve ser receitado por um ginecologista após consulta.  Deve ser tomada uma pílula todo dia no mesmo horário, não podendo ocorrer esquecimento. Muitos dizem que ao terminar a cartela deve-se deixar uma semana de “descanso” para ocorrer à , fique atento. Cada anticoncepcional é um caso, peça orientação ao ginecologista de como proceder.
  • Espermicida– produto vendido em farmácias, que é utilizado para matar os espermatozoides no ato sexual. Deve ser utilizado antes de iniciar a relação sexual e deve ser utilizado juntamente da camisinha

Muitas meninas utilizam o método da tabelinha, coito interrompido e ate mesmo da “duchinha”, mas é comprovado que não se trata de métodos confiáveis.

Existe também a pílula do dia seguinte, que deve ser tomada com cuidado e em situações de extrema emergência, como no caso de uma camisinha estourar no momento da ejaculação ou em casos de extrema importância como em um estupro. Mas a pílula deve ser tomada no prazo de ate 72 horas, quanto antes tomar maior será sua eficácia. Agora, prestem atenção, a pílula tomada 2 vezes ao mês poderá perder o efeito.

 se os adolescentes estiverem bem instruídos, aconselhados e conscientes dos riscos que correm, a chance de ocorrer uma gravidez na adolescência diminuirá possivelmente.

Sempre estejam presente na vida seus filhos. E para você que é mãe ou pai de menino vamos deixar o machismo de lado e também orientar no que se diz respeito a prevenção, a gravidez é responsabilidade do casal.

 Beijinhos 

E até a próxima…

Share Button

Leia Também

A importância da atividade física para crianças

Desde o primeiro ano de vida a criança deve ser estimulada a fazer atividades físicas recreativas diariamente, de preferência ao ar livre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *